Carne & Osso

Por Valdez Gomes

 

BOLA

 

Amigo Leo, confesso que ao pegar o laptop e iniciar o e-mail, a intenção era a de pegar carona na onda da manifestação que tomou conta do mundo. Mas, quer saber? Não vou tentar dissuadi-lo de sua decisão. Do instante em que abri a folha em branco ao momento de escrever seu nome, repensei se não é você o único certo nessa história toda.

Quando aquela sua cobrança passou por cima do travessão – tenha sido por excesso de preciosismo, nervosismo ou a inveja de “Dios” -, com ela foi também um pouco de minha alegria. Nós dois sabíamos o quão importante era converter o pênalti em gol e a Argentina em campeã, mas quis o destino que não fosse naquela triste noite, Leo.

Não se martirize, hermano. Que culpa tem por ter como homem gol o Ingua(ín)? Sei que você não o considera isso, mas, para mim, que te admiro e sou seu amigo desde moleque, é inevitável o trocadilho infame com o Gonçalo. O cara teve, em duas finais, a chance de fazer justiça com sua geração, coroando-a com um Mundial e uma Copa América, mas o que ele fez? Consagrou Neuer e Bravo, colocando você na condição de fracassado.

Pulga, essa seleção não te merece. Esse povo não te ama. O que estão fazendo agora não é demonstração de amor, isso tem outro nome – chama-se remorso. Precisam de você, todos eles… imprensa, torcida, políticos, empresários e até mesmo Diego! É, e pensar que lá no início você rejeitou jogar pela melhor safra da Espanha para defender a camisa de sua pátria mãe. Agora vemos o quão mesquinha e megera sua matriarca é.

Fica tranquilo, Léo, o tempo se encarregará de absolvê-lo e colocá-lo em seu devido lugar na história. Você não é Craque, Deus, Rei, Lenda, Messias, Mito, ou sequer deste planeta. Você é extraterrestre! E só um detalhe; a Lenda, como Ibra se autoproclamou; o Messias, como Zico é chamado, e o Mito Português também não foram agraciados com esses canecos.

Não se preocupe com as comparações, os amantes do futebol sabem que você já é o maior da rica escola argentina de futebol. E não será sua passagem pela seleção nacional que irá manchar sua história.

Você fez sua parte, quem dera tivesse ao lado Rivaldo, Ronaldinho, Burruchaga, Valdano, Jairzinho, Gérson, Xavi ou Iniesta. Mas você só teve Di María…

Querido amigo Messi, decida como quiser seu futuro, qualquer que seja o rumo, saiba que pode contar comigo, sempre.

Um grande beijo e os eternos agradecimentos de sua querida amiga,

Bola.

PS. Redes e Balizas mandam dizer que assinam embaixo tudo o que eu disse. 😉

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Carne & Osso

  1. MENDONÇA, Leonardo disse:

    Parabenizo pelo seu texto mas nada me deixa mais contente do que esse fato.
    Grande abraço

    Curtido por 1 pessoa

    • Como amante do futebol que sou, só há um time que me faz feliz quando perde, que é a Mulambada. 😉

      Eu até simpatizo com os Hermanos e sou muito fã do Léo, então, assim como a bola, Balizas e as redes, eu também senti a dor do Pulga.

      Abraço, volte mais vezes.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s