Onde os Bobos Não Têm Vez

Por Valdez Gomes

 

lobo

 

Empresário: Tenho uma boa notícia para você.

Jogador: Boa notícia? Opa, diga lá!

– Tenho algumas propostas… da Europa!

– Propostas? Mas já?! Não faz 1 ano que eu cheguei aqui no Pirapora, tô gostando daqui…

– Que mané Pirapora, rapá?! Tô falando de time da Europa, muita grana!

– Eu sei, mas tem que ser agora?

– Você é quem sabe… quer continuar ganhando seus 50 mil aqui por quanto tempo? Eu não me contento com pouco, pensei que você também não. Precisa ter ambição, pensar grande, fazer dinheiro para ajudar sua família. É a tal da independência financeira batendo na sua porta, rapaz…

– Que 50 mil, Duarte?! Eu só ganho 20! O restante você sabe para onde vai, né?! E aliás, já tá na hora da gente rever essa conta.

– Eu já te expliquei, garoto, são custos operacionais, todo mundo quer tirar o seu. Quem não paga, não joga, essa é a regra do mercado.

– Custos operacionais… sei…

– Eu sei que é salgado, e é justamente por isso que estou te falando dessas propostas.

– E de quanto é essas propostas? (Sic)

– 250 paus!

– O quê?!

– Pois é, eu disse que era uma boa proposta…

– É muita grana mesmo… mas com que cara eu vou falar com o presidente? E a torcida?

– Garoto, se preocupe com isso não. Acha mesmo que eu tô fazendo isso sozinho? Lembra dos “custos operacionais”? Pois é, você não pagou por acaso, sacou? E a torcida perdoa, depois você volta e faz juras de amor, faz um gol e pronto, estará em lua de mel novamente.

– Será?

– Claro, rapaz! Vai por mim, já passei várias vezes por isso. A história é sempre a mesma: proposta irrecusável, oportunidade da vida, carreira curta, independência financeira… É batata!

– Entendi… e de que lugar da Europa são essas propostas? Espanha, Itália, Portugal, Austrália?

– Garoto, a Europa é grande, mas nem tanto. A Austrália fica na Oceania e não na Europa,

– Tanto faz!

– São duas propostas: uma do Azerbaijão e outra de um time búlgaro.

– De onde?! Que raios de lugares são esses?! Você falou Europa!

– E são na Europa! O Azerbaijão é país vizinho da Espanha e a Bulgária fica entre Itália e França, são bons mercados. Você vai se dar bem por lá.

– E cai neve? Esfria muito?

– Um pouco, mas o campeonato é paralisado nessa época.

– E onde vou morar tem espaço pra todo mundo? Mulher, filhos, meus passarinhos?

– Olha, vou ser sincero; a princípio você vai sozinho. Depois que se adaptar, leva quem quiser ir.

– Sozinho?! Como vou deixar minha família para trás?

– É só no começo, depois você leva todo mundo.

Percebendo a preocupação do seu pupilo e a fim de convencê-lo a aceitar a negociação, o empresário muda a estratégia. Aproxima-se do rapaz, abraça-o e desvenda a mecânica de seu plano.

– Deixa eu te explicar como o mundo gira. Tem jogador que, pra ganhar mais, precisa sair pra depois voltar. Se não for craque e bem assessorado, fica pra trás. Vai viver eternamente recebendo seus 50 mil. E você sabe como é, carreira de jogador de futebol é curta. Então qual é o pulo do gato? O Empresário oferece você lá fora e faz teu cartaz; os gringos se interessam e te contratam; você assina um contrato de 5 temporadas e joga a primeira pra se adaptar; a segunda você joga bem; na terceira já fez seu nome, então é a hora de voltar, uma vez que já ganhou rodagem internacional. O céu é o limite, rapaz!

– 3 anos longe de casa?

– Cara, se você se adaptar rápido, eu consigo te resgatar com 2 anos. Só depende do seu empenho. Entendeu a jogada? Você sai do Brasil ganhando 50 mil, usa esse clube do exterior como barriga de aluguel e volta dois anos depois valorizado 5 vezes mais. Todos os empresários fazem esse esquema. É batata!

– Não sei, preciso conversar com a minha esposa e o meu pastor.

-Faça isso. Eles saberão te aconselhar.

O rapaz, ainda confuso, sai da sala e vai para casa onde conversa com a esposa. Mais tarde vai à igreja ouvir o que o pastor tem a dizer. O que não sabe é que seu empresário e o pastor já tiveram uma conversa antes e afinaram o discurso.

Sua mulher é contra a ideia de abandonar tudo para tentar a vida longe de casa. Teme pelo casamento e pela vida que seu marido levará em solo estranho. Pede para que fique, mas sabe que não pode proibi-lo de tentar a sorte.

Na igreja, conforme combinado, o pastor diverge da opinião da esposa do rapaz e, citando uma passagem bíblica, encoraja-o a se aventurar em terras estrangeiras.

Jogadores, empresário, pastor e dirigentes do Pirapora aconselham-no a ir. Somente sua esposa discorda. Convencido, ele assina o contrato com um time da segunda divisão da Bulgária, toma o voo e desembarca na fria Sofia.

O tempo passa e o jovem enfrenta enormes dificuldades de adaptação: idioma, cultura, gastronomia, baixa temperatura, tudo o atrapalha. Como consequência deixa de ser relacionado para as partidas, mal consegue treinar. O frio registrado nos termômetros e no trato das pessoas levam-no a aquecer seu corpo e amenizar a solidão nos copos de vodca. Antes de completar o primeiro ano no clube já havia se tornado dependente do álcool. O clube o empresta para um time da terceira divisão da Romênia e, não só o alcoolismo se agrava, como o baixo rendimento leva à rescisão de seu contrato.

Na volta ao Brasil apenas uma pessoa o aguarda no saguão do aeroporto: sua mulher. Ela o acolhe em um longo abraço e o leva para casa. Os jogadores e dirigentes que um dia o incentivaram a sair do país, hoje o evitam. O pastor e seu antigo empresário culpam-no pelo fracasso no estrangeiro.

Por sorte, sua mulher juntou umas economias e paga seu tratamento numa clínica de reabilitação enquanto não aparece um clube para recomeçar a carreira.

Reabilitado e treinando num time do interior de São Paulo, depois de todo o calvário que atravessou, ele tem uma certeza no mundo da bola… “no futebol, não tem mais bobo”

– Essa frase faz todo o sentido.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s