O Mais Coletivo dos Esportes Individuais

Por Alan Parada

RUN

 

Eu sempre pratiquei muitas atividades, muitos esportes. Tudo sempre coletivo. Futebol, basquete, Escotismo…

Nunca me dei bem em esportes individuais.

Até que depois dos 30, achei a corrida de rua. E descobri que embora seja individual, não estou sozinho.

Em poucos esportes você vê um tratamento praticamente igual entre quem está inscrito na competição e quem não está.

As corridas de rua são abertas para todos, com número no peito, ou não.

Óbvio que algumas coisas são diferentes, como não ter a camiseta e a medalha do kit da prova.

Mas é interessante dizer que a medalha do primeiro e do último são iguais. Os primeiros acabam levando um troféu, mas a medalha é a mesma.

Os pontos de hidratação não distinguem quem vai pegar água ou não e se vai estar gelada só pra quem pagou pela inscrição na corrida.

A festa é para todos, independente de gênero, raça, sexo e aptidões físicas. Todos começam e terminam no mesmo lugar. Se você consegue, vá mais longe e pegue o caminho maior. Se não, fique à vontade e dê a volta na metade.

Estou correndo há pouco mais de 6 meses e por ter começado com grande sobrepeso, preciso ir num ritmo lento, respeitando minhas condições físicas para não sofrer lesão ou qualquer outro tipo de problema.

Se não se sentiu bem e vai ter que andar, pode ir também. O que importa é terminar, do seu jeito.

Um amigo, que já corre maratonas me ajuda, indo no meu ritmo e me dando apoio.

No último domingo, fiz uma prova de 12Km e tive mais uma prova dessa coletividade.

Além de ter um amigo mais bem preparado e experiente correndo do meu lado e me incentivando, mesmo sendo um ritmo muito abaixo do dele, ganhamos uma “amiga” na prova.

Uma menina correndo veio e pediu “carona” no nosso relógio de marcação e fomos, os 3, no mesmo ritmo e conversando sobre corridas e as sensações. “Pode me chamar de Jô”, disse ela, que foi com a gente até o Km7, mais ou menos.

É muito legal ver que os seus resultados são vitórias pessoais suas, mas que são compartilhadas com todos e que todos vibram juntos.

Corrida não mexe só com o corpo. Mexe também com a mente. Naquela hora que você vai fraquejar, pensar que não vai conseguir, você pensa que treinou para estar ali, que não vai desistir. Puxa ânimo de onde não tem, começa a cantar alto, gritar, lembrar das pessoas que te apoiam e te ajudam.

Mas o corpo é cruel e diz muitas vezes que você não vai conseguir. Insiste nisso e tenta te derrubar. Afinal, ele está cansado. Mas não tanto para não conseguir seguir por mais 1Km. Ele consegue, você consegue. Precisa querer.

E, na hora que a mente vence o corpo e chega no final, a sensação de vitória e felicidade é tanta no primeiro e no último colocado.

Eu consegui! E não venha me dizer que o vencedor da prova conseguiu mais do que eu.

Ele não me venceu!

Eu me venci!

Não sei com qual objetivo ele entrou na prova. Eu sei os meus.

Correr com menos de 100kg, o que significava uma perda de aproximadamente 6kg em 3 meses.

Terminar a prova sem caminhar, pois não paguei kit de inscrição e saí de casa num domingo de sol pra andar.

Terminar entre 01h30min e 01h40min, é uma forma de respeitar meu corpo e trabalhar um tempo bom para as minhas condições nessa distância. a

Missões cumpridas. E compridas!

Agora, me dêem licença. Tenho que treinar. Ainda falta uma prova de 16km em junho e outra de 21Km no final do ano, cada uma com os seus objetivos e preparações!

Quem quiser, entre para o meu time!

Afinal, esse é o esporte individual mais coletivo que existe!

E segue o jogo. Correndo!

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O Mais Coletivo dos Esportes Individuais

  1. Pedro Mendes disse:

    Te entendo muito bem. Criei um grupo de corrida com desconhecidos, anunciando no face. Já somos mais de 30 ativos, que nunca tinham se visto, fomos a provas juntos, temos nossos programas out treino. Além dessa galera que vira família eu curto muito quem chega junto durante a prova. Mesmo no silêncio mas fica ali do teu lado acompanhando teu ritmo. Só quem corre entende esses prazeres.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s