Pitacos Senso-2016

Abrindo os trabalhos do Senso/2016,  o Pitaco de hoje da voz a pitoresca história do amigo e leitor Fernando Procópio.

 

“Nascido no subúrbio carioca, de família que traz o samba nas veias, nas quais circulam o sangue azul da Portela. O Cantor e Compositor, de mão cheia, Fernando Procópio tem todos os predicados do mais legítimo Carioca, mas quis o destino que, ironicamente, seu coração escolhesse para seu time o Tricolor… Paulista!(?)”

Procópio

 

Pitaco: Como um carioca, oriundo do subúrbio, escolheu o São Paulo para torcer? 

Fernando Procópio: Fui morar em São Paulo muito cedo, e meus pais nunca me influenciaram a torcer por algum time, tive a livre escolha que muitos não tem, aí é dar a uma criança a chance de torcer pelo melhor a época, e esse time era o São Paulo Futebol Clube.

Pitaco: É verdade que, por sua causa, seu pai também se tornou tricolor? 

Fernando Procópio: Correto, é até engraçado pois geralmente ocorre justamente o contrário, o pai influencia o time do filho, lá em casa os filhos influenciaram a escolha do pai. Meu pai nunca foi muito ligado ao futebol, muito mais ligado ao samba, ele torce pro Fluminense por conta do seu padrinho, mas nunca foi do tipo torcedor que acompanha o time, quando se deu conta que seus filhos gostavam de futebol e acompanhavam, torciam, vibravam com o time, decidiu além do carioca adotar também o Tricolor Paulista como clube de coração.

Pitaco: Tem alguma simpatia por algum time do Rio? 

Fernando Procópio: Eu sou do tipo que gosta de futebol, e eu gosto muito, acompanho os times do RJ, vou ao estádio torcer independente da camisa, só pelo futebol mesmo, mas confesso que tenho uma simpatia maior pelo Botafogo.

Ptc: Mesmo à distância, é possível acompanhar e torcer como qualquer torcedor? 

F.P.: É sim, hoje em dia a TV e a internet reduzem e muito a distância entre time e torcedor, e sempre que o São Paulo joga contra os rivais cariocas eu vou aos jogos, nem que seja na torcida rival… rsrs

Ptc: Tirando Rogério Ceni, quem foi o jogador que mais honrou a camisa tricolor? 

F.P.: Na história recente do clube temos o Lucas, que foi vendido ao PSG, e o Lugano que está de volta, como grandes expoentes de raça e dedicação ao São Paulo.
Ptc: E aquele que desrespeitou a camisa?

F.P.: Não creio que um jogador que vista a camisa de um outro clube seja desrespeitoso, entendo que alguns jogam por serem profissionais e não por amor ao clube, o que é absolutamente normal e compreensível, acho que quem mais desrespeitou a camisa e a instituição foi o Ex-presidente Carlos Miguel Aidar pelos últimos escândalos de corrupção que mancharam a reputação do clube

Ptc: O maior craque, aquele que valia pagar o ingresso? 

F.P.: O maior craque foi o nosso zero um, goleiro, capitão, cobrador de falta, de pênalti, artilheiro, para nós O Mito, Rogério Ceni. O mais legal de ir aos jogos aqui no RJ era ver a reação dos torcedores rivais quando o Rogério fazia uma defesa ou uma reposição de bola, ou cara de desespero quando ele ia pra cobrança de bolas paradas, dava pra ver o respeito que os demais tinham pelo jogador.
Ptc: E o pior jogador que passou pelo Morumbi? 

F.P.: Olha rapaz, isso é bem difícil… fico entre o Lucão que é vitima recente da ira da torcida e o goleiro Alencar

Ptc: Quem foi o mais supervalorizado e o mais injustiçado? 

F.P.: O mais supervalorizado acho que foi o zagueiro Lúcio, muito se falava, muito se especulou, fez história pela seleção brasileira, mas não disse a que veio e ainda foi expulso bisonhamente no primeiro tempo das oitavas da Libertadores contra o Atlético Mineiro, e o mais injustiçado eu vou citar um jogador que o nome e a história no futsal falam por si só, Falcão.

Ptc: Diego Lugano voltou para jogar ou para acalmar os ânimos da torcida? Acredita que ele ainda tem lenha para queimar? 

F.P.: Se souberem respeitar o condicionamento físico dele que já não é de um garoto, acho que tem lenha pra queimar sim, ele exerce uma liderança dentro de campo e tem futebol pra ajudar o time, principalmente a defesa que passa por uma fase daquelas.

Ptc: Dênis tem caixa para substituir Rogério Ceni? 

F.P.: Ele esperou por muito tempo essa oportunidade, nada mais justo que lhe fosse dada, e até agora ele tem respondido bem, mas o Renan Ribeiro no ano passado estava demais também, acho que o São Paulo está bem representado na sua meta.

Ptc: Luis Fabiano vai fazer falta? 

F.P.: Eu sou fã do Fabuloso, resolveu muitos jogos a nosso favor, mas não estava sendo o jogador decisivo ao qual nos acostumamos, o ciclo dele no São Paulo se encerrou, o que ele podia fazer de melhor pelo clube ele fez.

Ptc: Paulo Henrique Ganso é o camisa 10 que você esperava? 

F.P.: Ele hoje é um excelente jogador, mas não é o craque que jogou no Santos, acho que todos esperávamos mais dele.

Ptc: Qual foi o jogo mais marcante da sua história como são-paulino? 

F.P.: São Paulo x Rosário Central pelas quartas da Libertadores de 2004. Jogo memorável, me levou as lágrimas. Vim descobrir há pouco tempo que também é o jogo mais marcante pro Rogério Ceni, esse dia foi demais, 2×1 pra gente no tempo normal, o jogo foi para as cobranças penais, chegamos na quinta e última cobrança em desvantagem, havíamos perdido o primeiro pênalti, só restava torcer contra o último batedor do Rosário para continuarmos com chance, e a nossa torcida deu certo, o goleiro adversário bateu e o Rogério Ceni pulou no canto direito e encaixou, não tinha como não chorar, torcedor que é torcedor sabe do que estou falando, daí em diante era fava contada que venceríamos a disputa de pênaltis, na sequencia convertemos a penalidade e o Rogério pegou o seguinte. Que jogo amigo, que jogo!

Ptc: E a derrota mais sofrida? 

F.P.: Acho que os 6×1 pela apatia do time diante de um rival

Ptc: Qual é o clássico que mais mexe com seus ânimos? 

F.P.: Certamente o “Majestoso”, São Paulo x Corinthians.

Ptc: Qual time foi melhor: Campeão Mundial de 92, 93 ou de 2005? 

F.P.: O time de 92, os caras jogavam muita bola, era bonito de ver o toque refinado dos jogadores, era um timaço liderado pelo Raí!

Ptc: De todos os jogadores que viu jogar pelo São Paulo, quais formariam sua seleção? 

F.P: Rogério Ceni, Lugano e Miranda, Cicinho e Serginho, meio com Hernanes, Kaká, Lucas e Raí, ataque França e Luis Fabiano e sentado no banco mestre Telê.

são paulo

Ptc: Até onde o São Paulo, versão 2016, pode ir?

F.P.: Não espero muito dessa versão, tem que mudar muita coisa pra voltarmos a ser competitivos.

Ptc: Afinal, quem deve ficar com a Taça das Bolinhas, Flamengo ou São Paulo? 
F.P.: São Paulo!rs

Ptc: Pontos Corridos ou Mata-mata?

F.P.: Mata-mata.

 

***

PS. Quem tiver interesse em conhecer mais sobre o trabalho do entrevistado de hoje, basta procurar no Facebook por sua fanpage: https://www.facebook.com/Fernando-Proc%C3%B3pio-1657551551191690/?fref=ts

 

*Pitacos Ácidos agradecem a generosa canja que o Leitor/Amigo nos concedeu.

Obrigado, Procópio! Volte mais vezes!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s