Defesas Ganham Campeonatos

Por Alan Parada

broncos

 

No último domingo tivemos o Super Bowl 50. A final do futebol americano.

O esporte que a audiência mais cresce no mundo e que no Brasil já chega a mais de 20 milhões de fãs completou o seu jubileu de ouro com uma final emblemática entre Carolina Panthers e Denver Broncos.

Parênteses: o jogo já é tão popular por aqui, que segundo pesquisas, o Brasil fica em terceiro lugar no número de fãs, perdendo apenas para o México e, claro para os EUA. A coisa é tão séria, que o Maracanã é fortemente cotado para receber o Pro Bowl (jogo das estrelas) em 2017. A torcer e esperar pelo final feliz! Fecha Parênteses.

O evento começou recheado de situações interessantes, como a homenagem a todos os MVPs dos 49 Super Bowls anteriores e uma sonora vaia para o Tom Brady, um dos maiores de todos os tempos, multicampeão e que também é marido da brasileira Gisele Bundchen.

Teve também o atual queridinho e melhor jogador da NBA, Stephen Curry, torcedor declarado dos Panthers, tendo a honra de bater o tradicional tambor de chamada do time, com a frase “Keep Pouding”. Além dos já tradicionais, para eles, comerciais de TV especiais para a data mais cara da publicidade mundial. Também teve o (fraco) show do intervalo com os superstars Coldplay, Beyoncée e Bruno Mars.

Tudo isso são capítulos à parte deste grande jogo. Que foi um jogo de xadrez humano, com várias estratégias e situações de jogo bem definidas e bem jogadas pelos atletas, comandados pelos seus coordenadores defensivos e de ataque.

O time de melhor campanha e apenas uma derrota no campeonato, com o MVP (melhor jogador) da temporada – Cam Newton e um sistema de jogo forte e sólido contra o dono da segunda melhor campanha, com um dos melhores quarterbacks de todos os tempos em seu, quem sabe, último jogo da carreira e a melhor defesa da liga.

Em quem apostar?

A lógica seria apostar em Carolina por ter a melhor campanha ou na qualidade indiscutível de Payton Manning, mesmo ele tendo feito a sua pior temporada das 18 que tem na NFL.

Em esportes coletivos, damos muita importância e visibilidade ao ataque e demoramos a notar as defesas, ainda mais num jogo extremamente estratégico e com times bem definidos como o futebol americano.

Resultado final: Denver 24×10, num jogo onde os ataques foram dominados pelas defesas, com fumbles, interceptações e diversos punts para devolução da bola, o jogo foi fantástico para quem conhece e gosta do jogo.

Foi um show de todo o sistema defensivo de Denver, em especial da dupla Von Miller e DeMarcus Ware, com o prêmio de MVP da final sendo muito justamente oferecido ao primeiro, por ter destruído praticamente todas as jogadas de ataque de Carolina.

Para os amantes do esporte, foi muito legal ver uma defesa dando o título para um dos maiores (para muitos, o maior) de todos os tempos, na sua pior temporada de todas, mostrando que até os melhores precisam dos seus companheiros para vencer, e isso ficou muito claro no fim do jogo, com Peyton Manning com uma cara de feliz, porém frustrado por não ter jogado bem, contrastado com a do Von Miller, com a cara de êxtase e de sensação de dever cumprido.

O jogo de domingo não obedeceu aos prognósticos, mas olhando friamente, deu a lógica.

O melhor ataque venceu jogos e chegou até a final, mas quem venceu o campeonato foi a melhor defesa.

E, como dizem os sábios: “Ataques ganham jogos. Defesas ganham campeonatos.”

Parabéns, Broncos! Parabéns, Miller! Obrigado, Peytão da Massa!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Defesas Ganham Campeonatos

  1. Elaine disse:

    Show do intervalo “fraco”??? What???? Migo, seu loko, a participação da Bey foi sucesso de crítica e público. Até os fanáticos por futebol americano que estavam no cinema vibraram com o show dela (sim, fui assistir no cinema… o jogo? Não, o show do intervalo!!!), algo inesperado até pra uma integrante da beyhive, como eu.

    Pela segunda vez, ela lacrou o super bowl!

    Se liga aqui ó:

    https://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/a-noite-em-que-afinal-quem-ganhou-o-super-bowl-foi-beyonce-1722715

    http://esporte.uol.com.br/futebol-americano/ultimas-noticias/2016/02/07/coldplay-beyonce-e-bruno-mars-agitam-publico-no-show-do-super-bowl-50.htm

    http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/desporto/detalhe/no_super_bowl_50_brilharam_os_broncos_lady_gaga_e_beyonce.html

    http://www.portalpopline.com.br/com-lady-gaga-beyonce-bruno-mars-e-coldplay-super-bowl-registra-segunda-maior-audiencia-da-historia/

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gabriel Gomes disse:

    Sempre bom ler textos que divulgam esse esporte incrível. Apesar dos números, ainda acho que a audiência é muito superficial por aqui.
    Também odiei o show do intervalo. Ano que vem a corrente é pelo Safadão e Molejo.
    Cam Newton e Cia significam muito. O melhor WR do Panthers se machucou na pré temporada.
    Adoro odiar a família Manning.
    Go Patriots !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s