Por Mais Davis e Menos Mimimis

Por Valdez Gomes e Davi Fernandes.

 

Retornava da casa de minha filha, e por cinco minutos aguardei a condução que me levaria de volta ao lar. Lá ao longe, o 638 dobrava a esquina. Fiz sinal, subi e rapidamente dei uma olhada na ocupação dos acentos; do fundo do ônibus até as primeiras poltronas, quase todas estavam ocupadas. Restavam poucas, e resolvi sentar ao lado de um menino gordinho e com cara assustada.

O ônibus deu partida e assim fomos: desceu a rua General Canabarro, entrou na Avenida Maracanã e dobrou na Eurico Rabelo. Era início de noite, fim de mais um jogo do Fluminense – que acabara de empatar com o Internacional. A torcida, até em bom número, dadas as pretensões de seu time, saía feliz e de forma ordeira. Era possível ver alguns, bem empolgados, descendo as rampas de acesso dos portões B e C, cantando como se uma vitória tivesse sido obtida.

E foi exatamente nesse ponto, em frente a essa cena, que o ônibus parou para embarcar alguns tricolores que saíam do estádio.

Distraído com meus botões, mergulhado no fútil mar de mensagens e gifs das redes sociais, fui interrompido e indagado pelo menino ao meu lado, que até então estava na sua, quieto.

– Tio, posso fazer uma pergunta?

– Claro!

– Esse é o estádio do Maracanã?

– Sim, é ele mesmo; respondi um tanto quanto incrédulo.

Nesse momento, o que vi só tinha assistido em filme americano.

Literalmente, o queixo do menino caiu, ficou boquiaberto com a confirmação que recebera. Sua expressão era um misto de admiração e surpresa com a imponência do maior templo do futebol.

– Nunca veio ao Maracanã?; Quis saber.

– Não, meu pai trabalha muito. De segunda a segunda, e dinheiro que é bom, não sobra.

– Ele já foi muito maior, depois das reformas foi encolhendo. Mas ainda assim é bonito e tem uma magia que não se explica, só estando lá de dentro para saber. Como se chama, menino?

– Davi, e você?

Em resposta, mostrei meu celular com a página do Facebook aberta.

– Valdez Gomes, leu de imediato, sem titubear.

Perguntei sua idade, e me respondeu ter nove anos.

– Para que time você torce?

– Sou Flamengo.

– Nunca veio ver o Flamengo jogar no Maracanã?!

– Não, meu pai não tem tempo. Minha tia vai ao jogo amanhã. Ela torce para o Vasco.

– Vá com ela, rapaz! Eu mesmo já fui botafoguense e hoje sou vascaíno. Tenho uma filha de seis anos e espero que um dia ela mude de time. Diz que torce para o Flamengo, mas acho que é só para me contrariar.

E em tom de atrevimento, mas com certa dose de respeito, emendou:

– Eu não, sou Flamengo, e além do mais não quero ficar triste amanhã.

Sorri e pensei “miserável! me sacaneou.”

Para um menino de nove anos, Davi conversava com bastante desenvoltura.
Falamos de futebol de uma forma geral e em certo momento saiu-se com essa:

– O Flamengo têm mais jogadores que podem se valorizar no mercado. No Vasco só tem o Nenê.

– Como assim, só o Nenê?! Martín Silva, goleiro da Seleção Uruguaia, Luan…e parei por aí.

– Onde você mora?

– Em Bento Ribeiro.

– Terra do Ronaldinho. Ele aparece por lá?

– Ronaldinho Gaúcho nasceu lá?

– Não, o outro Ronaldinho.

– Ronaldo Fenômeno, você quis dizer, né?

– Isso. É que eu sou do tempo em que o Ronaldo era Ronaldinho. Ele só voltou a ser “Ronaldo” no Real Madrid, e mudou para facilitar a vida de todo mundo depois que o Gaúcho surgiu.

– Ah tá. Eu lembro dele jogando com Kaká no Real.

Onde você mora, tio?

– Logo ali na frente, vou descer daqui a três pontos.

Os pontos de ônibus foram passando, trocamos algumas confidências… Disse-me que treinava na Gávea e que jogava de zagueiro e ponta direta. Polivalente esse Davi!

Minha parada chegava, então estendi minha mão e agradeci pelos pitorescos minutos de prosa que tivemos. Levantei-me, e alguns de seus familiares que se acomodavam mais atrás, me olharam com olhos de surpresa. Mal sabem a joia que guardam em casa…

Amigo Davi, que outros encontros como esse norteiem nossos caminhos.

Foi uma honra conhecer e trocar experiências com você, menino!

 

encontros

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Por Mais Davis e Menos Mimimis

  1. Marcelo Abreu disse:

    E o lado mágico do futebol dá as caras!!! Bela história.

    Curtido por 1 pessoa

  2. EMLJr disse:

    elas saem com as melhores histórias…
    os melhores sorrisos
    os melhores ensinamentos

    o melhor amor
    parabéns Valdez

    Curtido por 1 pessoa

  3. Suellen Arrães disse:

    Espero ter essas conversas com minha filha um dia…
    Linda sua experiência.

    Curtido por 1 pessoa

  4. MENDONÇA, Leonardo disse:

    Criança se dá com quem diferencia. Garanto que se você cantasse uma música ou embalasse um hino da torcida, mesmo sem ser sua, ele levaria. Tomara que ele lembre de você um dia.
    Torço para que esses pais saibam aproveitar essa pureza e inteligência. Grande abraço e em breve espero que possamos estar todos juntos

    Curtido por 1 pessoa

  5. Evellin Dutra disse:

    Li a história e sei que mudou seu dia e enriqueceu o Davi…

    Curtido por 1 pessoa

  6. Luciano Ponte disse:

    É incrível quando a vida nos tira de nosso cotidiano automático, e nos apresenta alguns momentos belos como este.
    Parabéns pelo texto.

    Curtido por 1 pessoa

  7. LUANDA BRANDÃO disse:

    Divido contigo, quanto o amor de uma criança é algo tão doce e puro. Davi esta semana que passou me mostrou tamanho amor do qual eu não tinha dimensão. Sabe que estou passando por um período delicado em minha vida por esta depressão. Enquanto eu chorava ele me abraçava e me dizia quanto me amava e tamanha importancia que tinha na vida dele. Levantei minha cabeça e toda vez que vem algo ruim lembro do seu tamanho AMOR por mim, que o levou a carregar entulho escondido da casa da vizinha para comprar meus remédios..Havia escutado uma conversa minha com meu marido sobre os remedios que, faço uso.
    Pensava que estava na casa do amiguinho brincando de bola. No fim do dia me aparece com 2,50 R$. Fico emocionada so em pensar!!!!! DEUS NÃO ME DEU UM FILHO E SIM UMA PEROLA NEGRA TAO DIFICIL DE SER ENCONTRADA.

    Curtido por 1 pessoa

    • Seu menino vale ouro!
      É uma jóia rara. Não esmoreça, siga em frente. Seu amor é maior e mais forte que qualquer mal.

      Deus só te deu esse fardo, pq sabe que vc é capaz de carregar e tinha a certeza que seu pequeno Davi estaria lá para te ajudar.

      Fiquei muito honrado em ter conhecido esse pequeno grande homem.

      Grande abraço,

      Valdez Gomes

      Curtir

  8. LUANDA BRANDÃO disse:

    Obrigado pelos os elogios

    Davi
    com amor

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s