O Imperador Que Abdicou do Trono

Texto por: Victor Mesquita

Adriano Ribeiro Leite, L’Imperatore para os italianos, O Imperador para os brasileiros.

Não era um jogador em que eu demonstrasse interesse, depositasse minhas fichas. Me parecia mais um daqueles caneludos, saídos da base do Flamengo. E talvez, apesar de 9 gols marcados, entre 2000 e 2001, em 33 partidas, essa também tenha sido a percepção do Clube, ao oferecer Adriano e Reinaldo, em troca de Vampeta.  O que foi um dos piores negócios que o Clube fez, em toda sua história!

Da brilhante ascenção no Parma (emprestado pela Internazionale), na temporada 02/03, onde marcou 18 gols em 31 jogos à queda na pífia temporada 10/11, na Roma, sem sequer ter marcado gol.

Sim, o Império caiu em Roma! Coincidência ?

Porque para ser sincero, não podemos considerar suas passagens posteriores, por Corinthians e Atlético-PR.

O Atlético-PR, por sinal, o contratou, quase como um viciado entra, forçado, numa casa de recuperação. Onde neste caso, resultado era certo, mas a aposta era ousada.

Como previsto, não deu certo!

Difícil entender como hoje, ainda aos 33 anos, tenha deixado sua brilhante carreira, de lado, mesmo com todos os problemas que o possam abalar. É um cara querido não só no Brasil, como no exterior. Um centroavante com qualidades únicas, inigualáveis, eu diria. Força física, habilidade, chute, cabeceio, cobranças de faltas. Poucos jogadores conseguem ser tão completos, ainda mais um jogador grande e forte. E não me venham com Ibrahimovic ! Este, apesar de também brilhante, não chega aos pés do Imperador, quando em grande fase!

Apesar de conformados com seu abandono, ainda falamos de Adriano, quando estamos na roda de amigos. Pensamos na Copa de 2010, onde levamos Grafite (GRAFITE, amigos…), em seu lugar. Na de 2014, onde tivemos uma seleção extremamente abaixo do esperado, com Neymar como única referência e um Fred pouco inspirado.

Também falamos, quando vemos Guerrero, no Flamengo, ganhando um salário abusrdo e retribuindo muito pouco.

Certo é que a maior perda foi nossa. Pois deixamos de ver um jogador como poucos, em campo. Um jogador que, querendo realmente jogar, teria vaga em qualquer time do Mundo!

adriano

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para O Imperador Que Abdicou do Trono

  1. Caroline Ferreira disse:

    Ainda não consigo chegar ao fato dominante que conduz um jogador desse pra atual situação. As polêmicas e os dramas não me interessam, até o ponto que interferiram em campo. Triste é ter que ver sua inatividade, mesmo tendo sido estrela do Flamengo 😀

    Mesmo assim, valeu a lembrança!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s